Coronavírus: Procon-RJ recomenda que comércio limite venda de álcool gel, máscaras e luva

Luciana Casemiro
Em Copacabana, várias pessoas circulam de máscaras

RIO -O Procon-RJ está recomendando aos comerciantes que limitem a venda de álcool gel, máscaras e luvas cirúrgicas os consumidores do estado. O objetivo, dis o órgão, é evitar o desabastecimento diante do aumento da procura por esses materiais que são fundamentais para eviar a propagação da pandemia por coronavírus.

Os limites estabelecidos pelo Procon estadual é o seguinte:

Álcool Gel:

Até 100ml: 5 unidades por pessoa;Acima de 100ml até 500ml: 3 unidades por pessoa;Acima de 500ml até 1 litro: 2 unidades por pessoa;Acima de 1 litro: 1 unidade por pessoa.

Compartilhe por WhatsApp: Clique aqui e acesse um guia completo sobre o coronavírus.

Máscaras e luvas cirúrgicas:

Caixa: 1 unidade por pessoa;

Avulsas: até 5 unidades por pessoa.

O Procon-RJ recomenda ainda que os estabelecimentos informem, na área externa da loja, a disponibilidade, o preço e a quantidade de unidades ou caixas permitidas para venda por cada consumidor.

- É importante que as pessoas entendam que a limitação é para que todos tenham acesso aos produtos. Neste momento difícil, precisamos mais do que nunca, pensar no coletivo. Foi comprovado pelas denúncias recebidas e fiscalizações, que algumas pessoas estavam comprando várias caixas fechadas desses produtos, dificultando a compra dos demais consumidores - ressalta presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

A orientação foi submetida ao governador Wilson Witzel e atinge apenas o varejo. Isto é, distribuidores que vendem quantidades para lojas, hospitais públicos e privados e órgãos públicos de saúde não são afetados pela medida.