Coronavírus: restaurante no Colorado que lotou no Dia das Mães e viralizou nas redes é fechado por 30 dias

O departamento de saúde do Colorado, nos EUA, fechou nesta segunda-feira, e por pelo menos 30 dias, um restaurante de Castle Rock que desafiou as medidas de prevenção ao novo coronavírus do estado e abriu no domingo para as celebrações de Dia das Mães. De acordo com a emissora local "CBS Denver", o C&C Breakfast and Korean Kitchen permitiu dezenas de clientes em suas mesas, apesar do surto de Covid-19, e um vídeo do salão lotado viralizou nas redes sociais.

As autoridades declararam que alertaram os proprietários na sexta-feira para não abrir seu salão - restaurantes e bares só podem oferecer serviços de entrega e retirada desde 19 de março no estado. O governador Jared Polis disse que o restaurante causou um risco imediato à saúde e que ele ficou "extremamente decepcionado".

 

 

 

"Eu me juntei a muitos cidadãos do Colorado na frustração ao assistir vídeos de pessoas ilegalmente amontoadas em restaurantes, pensando em todas as mães, avós, tias e em todos que foram colocados em grande risco de morrer por esse vírus horrível", afirmou, acrescentando que a melhor maneira de limitar os danos à economia é obedecer às ordens de saúde pública e que as empresas que decidem violá-las acabarão atrasando a reabertura para as companhias que seguem as regras: "Estamos caminhando na corda bamba entre proteger a nossa saúde e, é claro, tentar fazer a economia voltar a crescer. Já é difícil andar sem que as pessoas sacudam a corda, por causa de suas próprias visões ideológicas ou anticientíficas, que eles escolhem em detrimento da vida de nossos irmãos e irmãs ”.

 

 

 

Ainda de acordo com a "CBS", Polis declarou também que as empresas que operam ilegalmente podem perder sua licença comercial, enfrentar caras batalhas judiciais ou, pior ainda, a morte de funcionários ou clientes.