Coronavírus terá 1 milhão de casos confirmados e 50 mil mortes nos próximos dias, alerta OMS

Turista passa pela Torre Eiffel, em Partis (Jerome Gilles/NurPhoto via Getty Images)

GENEBRA - O número de mortes pelo novo coronavírus dobrou em todo o mundo em uma semana, alertou nesta quarta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS), que teme uma "rápida escalada" da pandemia.

— O número de mortos dobrou amplamente na última semana (...), nos próximos dias, atingirá 1 milhão de casos confirmados e 50 mil mortes. Entrando no quarto mês da pandemia, estou profundamente preocupado com a rápida escalada e a disseminação global de infecções — disse o diretor geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Leia também

— Trata-se da primeira pandemia causada por um coronavírus e seu comportamento não é bem conhecido. Temos que estar em uníssono para combater esse vírus desconhecido e perigoso — alertou.

O novo coronavírus foi identificado pela primeira vez em Wuhan, China. A OMS foi notificada em 31 de dezembro do ano passado. Desde então, a Covid-19 já matou mais de 45 mil pessoas em todo o mundo, 75% delas na Europa, e a pandemia agora ameaça os Estados Unidos.

— Nas últimas cinco semanas, vimos um crescimento quase exponencial no número de novos casos — disse o chefe da OMS.

Também existe uma preocupação crescente com a chegada do vírus aos países em desenvolvimento.

— Embora tenha havido um número relativamente fraco de casos registrados na África e na América Central e do Sul, estamos cientes de que a Covid-19 poderá ter sérias consequências sociais, econômicas e políticas para essas regiões — disse Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Com relação às máscaras, o diretor da OMS disse que sua organização atualmente recomenda o uso para "pessoas doentes e aqueles que as cuidam".

— Ainda é um vírus muito recente e aprendemos todos os dias. À medida que a pandemia evolui, os testes evoluem, assim como nossos conselhos — afirmou.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.