CoronaVac: Brasil foi o único país a suspender testes clínicos

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO - O Brasil foi o único dos três países - além da China - que sediam os testes clínicos da CoronaVac a suspendê-los. Nesta terça-feira, a farmacêutica estatal da Indonésia anunciou que os procedimentos seguem normalmente no país. Segundo a BBC, não há informações de que a Turquia tenha suspendido os estudos.

Nesta segunda-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que os estudos com a vacina chinesa seriam suspensos após um “evento adverso grave” durante a fase de testes. Oevento grave informado na nota da Anvisa foi a morte de um voluntário. Mas, segundo boletim de ocorrência registrado em São Paulo, o óbito não tinha relação com os ensaios, deu-se em decorrência de um suicídio.

"Após avaliar os novos dados apresentados", a agência autorizou, nesta quarta-feira, a retomada dos ensaios no Brasil.

No dia seguinte à suspensão pela Anvisa, nesta terça-feira, a farmacêutica estatal da Indonésia, Bio Farma, declarou que os ensaios clínicos não foram e nem devem ser interrompidos no país, mesmo após o anúncio do Brasil. A declaração foi dada por Edwin G. Pringadi, porta-voz da empresa que se juntou à Sinovac, a farmacêiutica chinesa, para conduzir os testes em cerca de 1.600 voluntários na província de Java Ocidental.