CoronaVac dobra anticorpos em quem já teve Covid-19, aponta pesquisa chinesa

·1 minuto de leitura
Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer
Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer
  • Estudo aponta que CoronaVac aumenta anticorpos em quem já teve Covid-19

  • Pesquisa mostrou também que aumento no chamado IgG é maior ainda, mais do que quatro vezes

  • Ambos indicadores dizem respeito às proteções do corpo contra o vírus

A CoronaVac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, é capaz de dobrar anticorpos em quem já teve Covid-19. Também nesses casos, a quantidade de imunoglobulina IgG se multiplica por quatro. É o que aponta um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Médica de Chongqing, na China.

Os anticorpos são os responsáveis por proteger o corpo de uma possível reinfecção pelo coronavirus. O IgG, por sua vez, está relacionado ao processo de defesa do organismo que utiliza imunoglobulinas presentes no sangue. Elas também essenciais na atuação do sistema imunológico do ser humano. 

Leia também:

A pesquisa coletou dados de 85 pacientes recuperados da Covid-19 e teve seus resultados publicados na Cell Discovery, publicação que compõe o grupo Nature, um dos mais conceituados da área científica. Os participantes do estudo tinham entre 3 e 84 anos e tinham contraído a doença, em sua maioria, no início de 2020.

Segundo indicação da pesquisa, os anticorpos neutralizantes entre as pessoas que já foram infectadas foi de 36 (um dia após a primeira dose) para 108 (duas semanas depois da segunda dose). O indicador depois de duas doses da CoronaVac para quem nunca foi infectado pelo vírus chegou a 56, portanto cerca de metade dos obtidos pelo grupo analisado. 

O nível da imunoglobulina IgG, que era de 3,68 (um dia antes da vacina) foi a 47,74 (duas semanas após a segunda dose de CoronaVac), configurando uma quantidade 4,4 vezes superior ao nível de 10,8 medido no grupo sem infecção prévia. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos