Coronavírus: 10 dias após posse, Teich 'ignora' contato com São Paulo

·2 minuto de leitura
BRASILIA, BRAZIL - APRIL 17: Brazilian newly appointed Health Minister Nelson Teich looks on during his sworn in ceremony during coronavirus (COVID-19) pandemic at the Planalto Palace on April, 17, 2020 in Brasilia. President Bolsonaro has fired outgoing Minister of Health Luiz Henrique Mandetta on Thursday 16th over differences in coronavirus strategy. Brazil has over 30,000 confirmed positive cases of Coronavirus and 1956 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
Dois convites foram feitos pelo governo paulista ao novo ministro da Saúde, mas seguem sem resposta. (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Dez dias após a posse do novo ministro da Saúde, Nelson Teich, ainda não houve qualquer contato da pasta com as autoridades de saúde do governo de São Paulo. O governador João Doria (PSDB) e o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, informaram nesta segunda-feira (27) que dois convites formais para reuniões já foram feitos a Teich, mas seguem sem resposta.

A falta de interlocução do governo federal com equipes da Saúde de São Paulo acontece durante a pandemia do novo coronavírus, no qual o estado em questão concentra o maior número de casos confirmados e mortes pela doença: 20.715 doentes e 1.700 óbitos.

Leia também

Germann afirmou que o primeiro convite foi feito logo após a posse de Teich. “Nos colocamos na agenda (do ministro), mas não tivemos nenhum contato ainda”. No entanto, o secretário ressaltou que os contatos necessários seguem sendo feitos com outros escalões do ministério.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

“Acredito que iniciar as atividades em um ministério não é de pouca monta, mas do ponto de vista estadual tratamos todas as questões com os 2º e 3º nível no ministério. Não precisamos tratar especificamente com o ministro, mas colocar na agenda é para ter um primeiro relacionamento (com Teich)”, completou o secretário de Saúde.

A expectativa do secretário é que o encontro aconteça nesta quinta-feira (30), quando todos os 27 titulares das pastas estaduais de Saúde se reúnem juntamente com os conselhos municipais de saúde.

A segunda tentativa de contato aconteceu via Cosud (Conselho de Integração Sul e Sudeste), que reúne os governadores dos sete estados das regiões Sul e Sudeste do Brasil. “O Cosud pediu uma reunião via videoconferência com Teich e estamos aguardando. O convite foi feito, foi protocolado no dia 23 de abril - seis dias após a posse -, e está assinado pelos 7 governadores”, informou o governador Doria.

A relação do governo paulista com o antecessor da pasta, Luiz Henrique Mandetta, era de diálogos quase diários. O contato também era extendido aos conselhos municipais. Outros secretários estaduais ouvidos pela coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, classificaram Teich como um ministro “tutelado, frio, distante e vacilante”, justamente pela falta de contato.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos