Coronavírus chegou ao Brasil em janeiro, diz Ministério da Saúde

·3 minuto de leitura
Sao Paulo, SP,  Brazil- March 25th, 2020: Elderly man crosses Avenida Duque de Caxias, on the corner of Avenida Rio Branco in downtown São Paulo, empty due to quarantine.
Vírus teria chegado ao Brasil em janeiro deste ano. (Foto: Getty Images)

O Brasil registrou o primeiro caso de Covid-19 no fim de janeiro. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde, houve uma hospitalização em razão da doença na quarta semana do ano. Até então, o primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, que já matou 299 pessoas, tinha sido confirmado no fim de fevereiro.

O Ministério da Saúde explicou que está fazendo uma investigação retroativa de casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Nesse processo, foi encontrado um caso de janeiro.

Leia também

“A partir de investigação retrospectiva, tivemos a identificação do primeiro caso confirmado, dia 23 de janeiro. Ou seja, havia circulação inicial de casos (do novo coronavírus) em janeiro de 2020 no Brasil a partir de um caso importado, obviamente. Esse caso está sendo mais investigado, mas o exame laboratorial foi PCR, ou seja, não há dúvidas que o caso é confirmado”, explicou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Na tarde desta quinta-feira (2), o Ministério da Saúde atualizou para 299 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus. O número representa um aumento de 59 óbitos nas últimas 24 horas no país - que seria o maior já registrado no Brasil durante esta pandemia.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Já o número de pessoas infectadas no país subiu para 7.910 casos, o que seria um acréscimo de 1.074 casos confirmados. A letalidade informada da doença seria de 3,8%, um aumento de 0,3%.

Entre terça e quarta-feira, o país aumentou em 19,4% (39 novas mortes) o número de mortes, de 201 para 240 na quarta. O aumento entre os casos confirmados é de 19,5% (1.119 casos novos), saltando de 5.717 para 6.836, no dia 1º de abril.

São Paulo mantém a maior parte dos registros, com 3.506 casos e 188 óbitos.

Confira a tabela abaixo com todos os casos por estado:

  • São Paulo: 3.506 casos - 188 mortes (5,4%)

  • Rio de Janeiro: 992 casos - 41 mortes (4,1%)

  • Ceará: 550 casos - 20 mortes (3,6%)

  • Distrito Federal: 370 casos - 4 mortes (1,1%)

  • Minas Gerais: 370 casos - 4 mortes (1,1%)

  • Rio Grande do Sul: 334 casos - 5 mortes (1,6%)

  • Bahia: 267 casos - 3 mortes (1,1%)

  • Paraná: 252 casos - 4 mortes (1,6%)

  • Santa Catarina: 247 casos - 2 mortes (0,8%)

  • Amazonas: 229 casos - 3 mortes (1,3%)

  • Espírito Santo: 120 casos - 1 morte (0,8%)

  • Pernambuco: 106 casos - 9 mortes (8,5%)

  • Rio Grande do Norte: 105 casos - 2 mortes (1,9%)

  • Goiás: 73 casos - 1 morte (1,4%)

  • Maranhão: 71 casos - 1 morte (1,4%)

  • Mato Grosso do Sul: 53 casos - 1 morte (1,9%)

  • Pará: 46 casos - 1 morte (2,2%)

  • Acre: 43 casos

  • Mato Grosso: 36 casos

  • Roraima: 26 casos

  • Sergipe: 23 casos - 2 mortes (8,7%)

  • Paraíba: 21 casos - 1 morte (4,8%)

  • Piauí: 19 casos - 4 mortes (21,1%)

  • Alagoas: 18 casos - 1 morte (5,6%)

  • Tocantins: 12 casos

  • Amapá: 11 casos

  • Rondônia: 10 casos - 1 morte (10%)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos