Coronavírus: Governo de SP prorroga quarentena até 10 de maio

João Conrado Kneipp
·2 minuto de leitura
People walks in Sao Paulo, Brazil, on April 8, 2020 during the Coronavirus emergency.  (Photo by Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)
Quarentena seguirá até dia 10 de maio, anunciou Doria. (Photo by Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)

O governo de São Paulo decidiu estender o período de quarentena no estado até 10 de maio, devido à pandemia do novo coronavírus. O anúncio da prorrogação foi feito pelo governador João Doria (PSDB) na coletiva de imprensa desta sexta-feira (17), no Palácio dos Bandeirantes.

Essa foi a segunda vez que Doria aumenta o prazo do isolamento social. A previsão era que, no dia 22 de abril, a quarentena fosse flexibilizada no estado. “A atitude responsável do governo do estado de São Paulo é pela prorrogação da quarentena para evitar o colapso da saúde pública e na sequência da saúde privada no estado”, declarou Doria.

Leia também

Até o momento, São Paulo tem 11.568 casos confirmados de coronavírus e 853 mortes pela Covid-19. O Brasil registra mais de 1952 mortos. Entre quarta e quinta, São Paulo registrou um aumento de 5% no número de casos e 10% nos óbitos.

Ao todo, o estado conta com 1.125 pacientes internados em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e outros 1.259 em leitos de enfermaria, em quadros menos graves.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Doria argumentou que a flexibilização da quarentena e das medidas restritivas só acontecerá quando houver um “controle melhor da contaminação” da Covid-19.

“Para abrir o comercio e serviços, precisamos ter um controle melhor da contaminação e ter o sistema de saúde em condições de atendimento para salvar vidas. Aqui não tomaremos medidas irresponsáveis, precipitadas ou fundamentadas no achismo, na ideologia ou no que pensamos eu e prefeito. Agimos de acordo com o que medicina pensa e no que a ciência determina”, afirmou Doria.

O principal motivo para a prorrogação da quarentena é o baixo índice de isolamento social. Segundo o monitoramento deito por celulares, apenas 50% da população está cumprindo a medida. O índice esperado era de 70%.