Você se exporia ao coronavírus? Método pode acelerar produção de vacina

Foto: Jacob Kepler/Anadolu Agency via Getty Images

Você se exporia ao coronavírus para ajudar a combater à doença? Três pesquisadores da universidade Rutgers, nos Estados Unidos, afirmam que esta é a medida mais rápida para produzir uma vacina contra a Covid-19.

Segundo o estudo, publicado no Journal of Infectious Diseases, o processo de testes precisa ser acelerado, e uma das alternativas seria expor, propositalmente, voluntários com as vacinas contendo o vírus.

Leia também

Nir Eyal, um dos autores da pesquisa, estima que as primeiras vacinas contra o coronavírus devem ficar à disposição da população no prazo de 12 a 18 meses.

"Sugerimos que, dadas as circunstâncias de uma pandemia global devastadora, estudos controlados que incluem exposição deliberada à doença para humanos sejam uma forma aceitável de acelerar os testes e o licenciamento de vacinas eficazes", afirmaram os cientistas em entrevista ao portal G1.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Como os testes em seres humanos costumam ser a etapa mais demorada da pesquisa, os autores do estudo propuseram uma dinâmica diferente. Primeiramente, seriam comparadas diferentes vacinas de uma só vez. Um grupo receberia placebo e os demais cada vacina.

Em seguida, os voluntários seriam expostos ao vírus. O procedimento duraria "alguns meses", de acordo com Nir Eyal.

"Nesse tipo de ensaio, podemos garantir com certeza que esses voluntários serão monitorados frequentemente e, ao primeiro sinal eles receberão terapias e acesso a apoio médico", explicou o cientista.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.