Coronavírus: Secretário de Saúde do Rio de Janeiro é exonerado

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (esq.) com o secretário de saúde Edmar Santos (dir.) durante coletiva de imprensaem 30 de março de 2020. Foto: Wagner Meier/Getty Images

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) decidiu exonerar o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, neste domingo (17).

A saída do chefe da Saúde no Rio em meio à pandemia de coronavírus foi motivada por denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores.

Leia também

No início do mês, o MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) e a Polícia Civil do estado prenderam o ex-subsecretário estadual da Saúde, Gabriell Neves, e seu substituto, Gustavo Borges da Silva, além de outras duas pessoas.

O grupo é suspeito de ter obtido vantagens na compra de respiradores para pacientes de Covid-19 no estado.

Até o último sábado, o Rio de Janeiro registrou 21.601 casos de coronavírus, com 2.614 óbitos.