Corpo de Bombeiros será obrigado a reconvocar aprovados em concurso de 2002 que não fizeram curso de formação

·1 minuto de leitura

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou, nesta quinta-feira (dia 10), o veto do governador Cláudio Castro ao Projeto de Lei 3.154/2020, do deputado Renato Zaca (PRTB). Com isso, 64 aprovados no concurso do Corpo de Bombeiros de 2002, que foram convocados, mas nunca iniciaram o curso de formação, terão que ser chamados para assumir suas funções.

Os candidatos chegaram a ter seus nomes publicados no boletim interno da corporação, mas o processo não seguiu, como se a seleção não tivesse ocorrido.

"A derrubada desse veto e reassunção desses candidatos à corporação vai corrigir uma injustiça que se arrasta há 19 anos. Há uma carência de soldados no Corpo de Bombeiros, e não é razoável que homens e mulheres aprovados no concurso, que cumprem os requisitos, continuem afastados de suas funções", defende Renato Zaca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos