Corpo carbonizado de mulher é encontrado em Nova Iguaçu e Polícia prende autor do crime

·1 min de leitura

A Polícia Civil prendeu neste domingo, dia 23, um homem, de 37 anos, por ter carbonizado o corpo de uma mulher dentro do porta-malas do próprio carro. Ele era marido da vítima e foi capturado no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, onde estava internado.

Em primeiro depoimento, o acusado disse que ele e a esposa teriam sido sequestrados e que os supostos criminosos também tentaram atear fogo nele. Por esta razão, estava internado na unidade hospitalar. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizou investigações e descobriu que o homem mentiu. Para chegar a conclusão, foram utilizadas imagens de câmeras de segurança.

Um novo interrogatório foi realizado e o homem confessou o crime. Ele disse que, após bater com a cabeça da vítima violentamente no porta malas do veículo, a colocou naquele espaço e jogou álcool, incendiando o veículo em seguida.

A motivação do crime, segundo os policiais, teria sido ciúmes em razão de mensagens visualizadas no celular da vítima. Contra o detido, foi cumprido mandado de prisão temporária expedido pela Justiça. Ele responde por crime de homicídio qualificado por feminicídio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos