Corpo de Marília Mendonça chegará em Goiânia às 11h e seguirá em cortejo até velório

·2 min de leitura

GOIÂNIA — O corpo da cantora Marília Mendonça, morta em um acidente aéreo em Caratinga (MG) nesta sexta-feira, chegará em Goiânia por volta das 11 horas. Familiares da artista receberão o caixão junto com o governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM). Considerada o maior fenômeno musical da atualidade,Marília morreu na queda de um avião de pequeno porte que a levava para um show em Caratinga, Minas Gerais.

De acordo com o governador, a expectativa é que o avião chegue na cidade e siga em cortejo até a Goiânia Arena, onde ocorrerá o velório. Desde a madrugada, fãs da cantora, ícone do sertanejo, aguardam pela cerimônia na frente do estádio. A previsão é de que 100 mil pessoas compareçam ao enterro.

Na arena, as equipes de alguns cantores sertanejos já chegaram ao local, assim como membros do staff de Maiara e Maraísa, cantoras que iniciaram a turnê "Patroas 35%" com Marília, e da dupla Henrique e Juliano, com quem a cantora fez uma de suas primeiras aparições públicas.

Segundo a assessoria da cantora, o velório será aberto ao público e à imprensa somente das 13h às 16h. Antes disso, o sepultamento será restrito aos familiares. As primeiras e últimas horas do velório serão exclusivas para família e amigos. Às 17h30, Marília será enterrada no cemitério Parque Memorial, também na capital goiana.

Além do corpo de Marília, devem chegar de mais uma vítimas do acidente que fazia partre de sua equipe. Em Goiânia, serão trocados os caixões e as flores.

Segundo a Polícia Civil, o corpo da terceira vítima do acidente, também do staff da cantora, seguirá para Salvador, na Bahia. A corporação ressaltou ainda que ainda está finalizando os trâmites para a liberação dos corpos do piloto e copiloto da aeronave.

Marília Mendonça viajava em um avião de pequeno porte, modelo Beech Aircraft. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião estava em situação regular e tinha autorização para circulação de táxi aéreo. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) está apurando as circunstâncias do acidente. Na noite de ontem, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o avião atingiu um cabo da rede elétrica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos