Corpos de pai e filha mortos em desabamento são enterrados

·1 minuto de leitura

RIO — Os corpos de Natan de Souza Gomes, de 30 anos, e de sua filha, Maitê Gomes Abreu, de 2, foram enterrados, no fim da tarde desta sexta-feira, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio. Eles foram mortos no desabamento do prédio onde moravam, na madrugada de ontem, na Rua das Uvas, em Rio das Pedras, Zona Oeste da cidade.

De acordo com informações prestadas à Polícia Civil por Genivan Gomes Macedo, pai e avô das vítimas, ele foi o responsável pela compra do terreno e construção do edifício, gradativamente, ao longo dos últimos 15 anos. Ele admitiu não ter o espaço legalizado pelo poder público tampouco ter tido o acompanhamento de profissionais especializados na obra, como engenheiros e arquitetos. Ele prestou depoimento na 16ª DP (Barra da Tijuca) e para agentes da Delegacia De Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco).

A família contou com auxílio da Secretaria Estadual de Vitimados (Sevit) para conseguir a liberação dos corpos. A documentação das vítimas ficou entre os escombros. A pasta também foi a responsável pelo pagamento dos enterros e ainda ofereceu atendimento psicológico aos parentes.

De acordo com a Secretaria municipal de Saúde do Rio (SMS), Maria Quiara de Abreu - mãe de Maitê e esposa de Nathan e que estava com eles no momento do desabamento, segue internada no Hospital Miguel Couto. Ela apresenta estado grave e quadro instável.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos