Corregedoria do TCU pede que PF investigue auditor envolvido em documento citado por Bolsonaro

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O ministro-corregedor do Tribunal de Contas da União(TCU), Bruno Dantas, pediu à presidente do TCU, Ana Arraes, que a Polícia Federal abra um inquérito para investigar o auditor AlexandreFigueiredo Costa Silva Marques por seu possível envolvimento na elaboraçãode um documento que levantava suspeitas sobre o real número demortos pela Covid-19 no Brasil. O documento vazou e foi citado pelo presidente Jair Bolsonaro na segunda-feira.

O pedido de Bruno Dantas foi nestaquarta-feira. Além disso, o ministro pediu que o TCU abra um processo disciplinar contra o servidor e o afaste do cargo enquanto durarem as investigações. Se o pedido for acatado pela presidente do TCU, Alexandre ficará impedido de entrar nas dependências do TCU e de acessar os sistemas de informática do órgão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos