Corretora de criptomoedas Huobi demitirá 20% dos funcionários

Por Xinghui Kok e Rae Wee

CINGAPURA (Reuters) - A corretora de criptomoedas Huobi planeja demitir cerca de 20% de seus funcionários, disse a empresa à Reuters nesta sexta-feira, no mais recente sinal de corte de custos no setor, à medida que cai o interesse dos investidores em ativos digitais.

"A taxa planejada de demissões é de cerca de 20%, mas não será implementada agora. Com o mercado em baixa, uma equipe muito enxuta será mantida daqui para frente", disse a Huobi em comunicado, respondendo a perguntas da Reuters.

A declaração confirmou uma mensagem anterior do fundador da Tron, Justin Sun, na qual ele disse que o "ajuste estrutural" na Huobi ainda não havia começado, mas deve ser concluído até o final do primeiro trimestre.

Sun disse que a empresa tem 1.100 funcionários atualmente.

Sun, um empresário chinês de criptomoedas que também é membro do conselho consultivo da Huobi, disse em memorando interno que a empresa tem sido como "um incêndio no inverno (cripto)", apesar da deterioração do ambiente macroeconômico.

Ele acrescentou que a plataforma teve uma média de 20.000 novos usuários diários nos últimos três meses.

A Huobi foi classificada como a oitava maior corretora de criptomoedas em termos de volume em novembro, de acordo com o site de análise CoinGecko.

Sun classificou a reestruturação como "dores de curto prazo" que podem eventualmente trazer vantagens para a companhia.

O anúncio ocorre em meio a preocupações generalizadas com relação a reservas e solvência em várias corretoras e bancos de criptomoedas, na sequência do colapso da FTX e de uma série de pedidos de proteção contra falência no ano passado.

A empresa de criptomoedas Genesis cortou 30% de sua força de trabalho na sua segunda rodada de demissões em menos de seis meses, disse uma fonte à Reuters na quinta-feira. E o banco Silvergate, ligado ao setor, relatou uma queda acentuada em seus depósitos ligados a criptomoedas no quarto trimestre.

No ano passado, o fundador da Huobi, Leon Li, vendeu sua participação majoritária na empresa para a About Capital.