Corrida democrata pela Casa Branca em 2020 perde outro candidato

(Arquivo) O legislador Seth Moulton reconheceu "grandes dificuldades" contra rivais de alto nível com índices mais altos de intenção de voto nas pesquisas

A disputa nos Estados Unidos para definir o oponente democrata de Donald Trump nas eleições presidenciais de 2020 perdeu outro concorrente: o legislador Seth Moulton - informou a mídia americana nesta sexta-feira (23).

O congressista de Massachusetts é o quarto dos 20 candidatos a desistir, depois do governador do estado de Washington, Jay Inslee; do ex-governador do Colorado John Hickenlooper; e do legislador da Califórnia Eric Swalwell.

Moulton, um veterano de 40 anos da guerra no Iraque, que concorreu à pré-candidatura democrata à presidência no final de abril, reconheceu "grandes dificuldades" contra rivais de alto nível com índices mais altos de intenção de voto nas pesquisas.

O ex-vice-presidente Joe Biden lidera as pesquisas com 28,8%, segundo a média do site RealClearPolitics, seguido pelos senadores Bernie Sanders (16%), Elizabeth Warren (15,4%) e Kamala Harris (7,4%).

"Acho que é evidente que essa é uma corrida em três raias, entre Biden, Warren e Sanders, e realmente é um debate sobre o quanto o partido deve ir para esquerda", disse Moulton ao jornal "The New York Times".

O legislador, que prevê buscar sua reeleição na Câmara de Representantes, deve anunciar formalmente o encerramento de sua campanha pela nomeação presidencial em um discurso diante o Comitê Nacional Democrata (CND), nessa sexta-feira, acrescentou o jornal.

O primeiro a se retirar da concorrência foi Swalwell em julho, seguido de Hickenlooper na semana passada e, depois, de Inslee na quarta-feira.

Outras deserções são esperadas antes do terceiro debate televisionado previsto para meados de setembro em Houston (Texas).

Para participar, os candidatos deverão ter registrado 2% em pelo menos quatro das pesquisas recentes e ter apoio de pelo menos 130.000 doadores diferentes em 20 estados do país.

Atualmente, apenas dez candidatos atendem a esses critérios, segundo o RealClearPolitics.com.

Moulton não havia conseguido participar dos debates anteriores em Miami (Flórida), em 25 e 26 de junho, e em Detroit (Michigan), em 30 e 31 de julho.

A primeira votação das primárias democratas será em 3 de fevereiro de 2020, em Iowa.