Corrida eleitoral francesa segue para o sul acirrada

MARSEILLE/BIGUGLIA (Reuters) - A eleição presidencial francesa está mais acirrada do que há uma semana, segundo uma pesquisa de opinião divulgada neste sábado, com os principais candidatos realizando campanhas no sul do país.

Nas intenções de voto para a primeira rodada de 23 de abril, o centrista Emmanuel Macron e a líder de extrema-direita Marine Le Pen deslizaram um ponto percentual para 25 e 24 por cento, respectivamente.

O terceiro colocado, o conservador Francois Fillon ganhou dois pontos e tem 19 por cento, e Jean-Luc Melenchon, da extrema esquerda, recebeu um ponto ficando com 15 por cento, segundo a pesquisa do BVA.

Complicando as previsões, 38 por cento das pessoas não sabem como votariam ou ainda podem mudar de ideia, mostrando que a corrida continua aberta.

A sondagem mostrou que o independente Macron tinha solidificado sua base de eleitores, com 63 por cento dos que votariam nele.

No entanto, Le Pen ainda tinha de longe a base de eleitores mais sólida, com 81 por cento.

(Por Marc Leras e Simon Carraud)