Cosmonautas russos comemoram no espaço conquista da província de Luhansk

Três cosmonautas russos exibiram as bandeiras das autoproclamadas Repúblicas Populares de Luhansk e Donetsk, na Ucrânia, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), de acordo com um post do Telegram da agência espacial russa Roscosmos.

Contexto: Rússia anuncia conquista da província de Luhansk, maior vitória de Putin na guerra

Críticas: Putin acusa Otan de ter 'ambições imperiais' com a guerra na Ucrânia

"Celebramos tanto em terra quanto no espaço", diz a publicação, que traz fotos dos cosmonautas Oleg Artemiev, Denis Matveiev e Sergei Korsakov com as bandeiras de ambas as "repúblicas" do Leste da Ucrânia. A independência das autoproclamadas repúblicas foi reconhecida pelo governo russo dois dias antes da invasão da Ucrânia.

"As forças russas e de Luhansk conseguiram o controle total de Lysychansk, a última grande cidade da RPL", a República Popular de Luhansk, disseram.

No domingo, as forças ucranianas anunciaram a retirada desta cidade estratégica, tornando mais fácil para os militares russos e separatistas pró-russos ganharem o controle da região de Donbass, formada pelas províncias de Donetsk e Luhansk.

144 libertados: Ucrânia anuncia maior troca de prisioneiros de guerra desde o início da invasão da Rússia

"Estamos convencidos de que 3 de julho de 2022 ficará para sempre gravado na história da República. Cidadãos da aliada República Popular de Donetsk, esperem!", acrescentou a Roscosmos em seu post.

A tomada de Lysychansk foi fundamental para o plano russo de conquistar todo o Donbass, bacia industrial parcialmente controlada por separatistas pró-russos desde 2014.

Para as forças ucranianas, a urgência agora é conter o avanço russo para o Oeste, onde estão localizadas duas grandes cidades da província vizinha de Donetsk, Sloviansk e Kramatorsk.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos