Cotada a vice de Bivar apresenta projeto de defesa de mulheres agredidas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Provável candidata a vice na chapa presidencial de Luciano Bivar (União Brasil), a senadora Soraya Thronicke (União-MS) apresentará projeto de lei obrigando presos que agredirem mulheres a serem transferidos para outros estados.

O projeto é baseado no caso de Bárbara Penna, que teve o corpo incendiado no Rio Grande do Sul pelo então companheiro em 2013 e mesmo assim continuou a receber ameaças dele na prisão.

O anúncio será feito em evento do setorial de mulheres do partido neste sábado (23), com a presença de Bivar e do casal Sergio e Rosângela Moro, que disputam mandato, respectivamente, de senador pelo Paraná e deputada federal por São Paulo.

O União tem buscado dar protagonismo para Thronicke e Rosângela na campanha, como forma de ampliar o apelo junto ao eleitorado feminino. A mulher do ex-juiz colaborou no projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos