Covas deixa UTI após sofrer sangramento no fígado

Suzana Correa
O prefeito de São Paulo, Bruno Covas 22/11/2019

SÃO PAULO — O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi encaminhado para a unidade semi-intensiva do Hospital Sírio-Libanês na manhã desta sexta-feira. Segundo o boletim divulgado pelos médicos responsáveis, Covas está estável e sem sinais de sangramento, mas não há previsão de alta hospitalar.

O prefeito estava internado desde segunda-feira para passar pela quarta sessão de quimioterapia contra um câncer no aparelho digestivo, com metástase no fígado e lesões no sistema linfático. Covas foi internado na UTI na quarta-feira, após apresentar sangramento na parte interna do fígado depois da sessão de quimioterapia.

Boletim médico divulgado no início daquela noite informou que o sangramento ocorreu depois que o prefeito foi submetido a uma "demarcação da lesão tumoral". Segundo os médicos, o sangramento foi "controlado" por meio de uma arteriografia (exame radiológico) e uma embolização (procedimento para reduzir a circulação de sangue na área afetada).

Na segunda-feira, os médicos afirmaram em entrevista que o tumor de Covas havia reduzido de tamanho após a primeira fase de quimioterapia. Diagnosticado com câncer em outubro, o prefeito deve fazer mais quatro sessões de quimioterapia até fevereiro de 2020.