Covax enviará vacinas AstraZeneca e Pfizer à AL a partir de meados de fevereiro

·2 minuto de leitura
Dose da vacina Pfizer-BioNTech contra a covid-19

O mecanismo Covax enviará entre meados de fevereiro até o final de junho 35,3 milhões de doses da vacina anticovid da AstraZeneca para a América Latina e Caribe, assim como cerca de 378.000 da Pfizer para quatro países da região, informou a OPAS.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) explicou que 36 países e territórios da América Latina e do Caribe que participam da aliança Covax foram notificados sobre esta primeira fase de entrega da vacina desenvolvida pelo laboratório britânico AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, segundo um declaração emitida no domingo.

Quatro países (Bolívia, Colômbia, El Salvador e Peru) também receberão 377.910 doses da vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer e pela alemã BioNTech, em um programa piloto global de distribuição antecipada, acrescentou.

A OPAS, o escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), disse que a vacina AstraZeneca/Oxford deve receber a aprovação da OMS para uso de emergência "nos próximos dias".

A vacina Pfizer/BioNTech já recebeu luz verde da OMS para uso emergencial.

A OPAS estima que a região das Américas precisará vacinar cerca de 500 milhões de pessoas para controlar a pandemia de covid-19.

O continente americano contabiliza mais de 45 milhões de infecções confirmadas e mais de um milhão de mortes por coronavírus desde o primeiro caso detectado, em 21 de janeiro de 2020.

"O início da entrega de vacinas pelo mecanismo Covax é um passo promissor na luta contra este vírus", disse a diretora da OPAS, Carissa Etienne, destacando "a crise sanitária, econômica e social sem precedentes" que gerou, principalmente entre os países mais pobres.

O mecanismo Covax, liderado pela OMS, a Gavi Vaccine Alliance e a Coalizão para a Promoção de Inovações para Preparação para Epidemias (Cepi), é uma aliança global de atores públicos e privados lançada em junho de 2020 para a aquisição e distribuição equitativa de vacinas contra a covid-19.

A meta é fornecer vacinas para pelo menos 20% da população de cada país participante.

Na América Latina e no Caribe, 37 países receberão vacinas por meio da Covax, dos quais 27 o farão com financiamento próprio e 10 o farão gratuitamente devido à sua condição econômica ou ao tamanho de sua população, disse a OPAS.

Estes são os países e territórios que foram notificados no domingo pela OPAS sobre a primeira fase da entrega da vacina: Antígua e Barbuda, Argentina, Bahamas, Barbados, Belize, Bermuda, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dominica, Equador, El Salvador, Saint Kitts e Nevis, Grenada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Ilhas Virgens Britânicas, Jamaica, México, Montserrat, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, São Vicente e Granadinas, Santa Lúcia, Suriname, Trinidade e Tobago, Uruguai e Venezuela.

ad/gma/ap/mr