Coveiro é preso por tráfico de drogas e venda de armas dentro de cemitério

·1 minuto de leitura
Coveiro foi levado para a Delegacia de Polícia em Nazaré da Mata (PE)
Coveiro foi levado para a Delegacia de Polícia em Nazaré da Mata (PE)
  • Um coveiro foi preso pela Polícia Civil de Pernambuco

  • Segundo investigações, ele usava o cemitério como ponto de tráfico de drogas e venda de armas

  • O homem também responde na Justiça por duas tentativas de homicídio

Um coveiro de 39 anos foi preso pela Polícia Civil por tráfico de drogas e venda de armas de fogo dentro do cemitério onde trabalhava, na cidade de Buenos Aires, localizada na Zona da Mata de Pernambuco.

De acordo com reportagem do portal G1, Fábio José da Silva foi detido depois que a Justiça do município expediu contra ele um mandado de prisão preventiva. A prisão ocorreu no sábado (31), mas foi confirmada pela polícia neste domingo (1º).

O coveiro era investigado desde dezembro de 2020 por utilizar o cemitério do distrito de Lagoa do Outeiro como ponto de tráfico de drogas e venda de armas. O homem também responde na Justiça por duas tentativas de homicídio na Zona da Mata de Pernambuco.

Fábio José da Silva foi preso no mesmo distrito em que fica o cemitério em que ele trabalhava. O cumprimento do mandado de prisão foi comandado pelo delegado Thiago Henrique.

O homem foi levado à Delegacia de Nazaré da Mata e posteriormente encaminhado a audiência de custódia, onde um juiz deve decidir se ele responde ao processo em liberdade ou se segue para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), localizado em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos