Covid-19: 81 dos 92 municípios do Estado do Rio não registraram mortes pela doença nas últimas 24 horas

·3 min de leitura

Nas últimas 24 horas, 81 dos 92 municípios do Estado do Rio não registraram mortes por Covid-19, de acordo com o painel de monitoramento da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os 33 óbitos pela doença notificados entre segunda e terça-feira aconteceram em 11 cidades: Angra dos Reis (1), Duque de Caxias (1), Magé (7), Nilópolis (1), Nova Iguaçu (3), Petrópolis (1), Porciúncula (3), Queimados (1), Rio de Janeiro (12), São Gonçalo (1) e Volta Redonda (2).

O número se refere ao índice de óbitos por data de notificação, e não de ocorrência. Uma morte confirmada ontem, por exemplo, pode ter acontecido em outro dia e só ter recebido registro ontem. Da mesma maneira, uma morte que de fato aconteceu ontem pode ainda não ter sido registrada. O dado pode ser revisto futuramente, portanto, devido à defasagem dos dados, uma realidade de muitos municípios, sobretudo do interior, que enfrentam dificuldades para passar informações atualizadas.

Apesar dos problemas de contagem, o dado indica a melhora do panorama da pandemia, que é consquência, por sua vez, da vacinação. No último mês, entre 8 de outubro e 8 de novembro, 24 municípios não notificaram nenhum óbito pela doença.

Nesta terça-feira, a cidade do Rio chegou a 90% da população adulta imunizada com as duas doses ou dose única com a vacina contra a Covid-19, de acordo com o painel de vacinação do município. O número foi alcançado cerca de dez meses após o início da campanha de vacinação na cidade, que aconteceu no dia 18 de janeiro.

Trata-se de uma importante marca de cobertura vacinal, na visão de especialistas. Embora a situação não dispense os demais cuidados contra a pandemia, o dado representa uma mudança relevante em termos de imunidade coletiva.

— É um resultado excelente. Conhecendo um pouco da história de outras infecções, sabemos que 80% de cobertura vacinal com as duas doses é uma marca importante — pontua a epidemiologista Gulnar Azevedo, do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). — No entanto, temos ainda 10% dos adultos aptos a se vacinar que ainda não o fizeram. Precisamos pensar no que vai acontecer com esses 10%. Além disso, a vacina precisa se somar a outros protocolos de proteção à vida, que não podem ser dispensados neste momento.

Na segunda-feira, o Rio atingiu a marca de 70% da população total completamente vacinada. Além disso, 82,2% da população-alvo da campanha, pessoas com 12 anos ou mais, já estão com esquema vacinal completo.

A vacinação teve um papel fundamental na redução dos indicadores da pandemia no município. A cidade do Rio tem 77 internados por Covid-19, o menor número desde março de 2020, quando a pandemia começou. Eles correspondem a 1,2% das hospitalizações no município, de acordo com o painel de monitoramento da prefeitura.

A queda se reflete no número de óbitos notificados, cuja média móvel chegou neste domingo ao patamar de seis registros diários. Já a média móvel de novos casos registrados está em 170 notificações por dia. São os menores índices para ambos os indicadores desde abril de 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos