Covid-19: Após erros, SP registra três episódios de 'vacinação por engano' em uma semana

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Vacina contra Covid-19 foi novamente aplicada por engano em São Paulo (AP Photo/Eraldo Peres)
Vacina contra Covid-19 foi novamente aplicada por engano em São Paulo (AP Photo/Eraldo Peres)
  • Cinco crianças deveriam ter sido vacinadas contra gripe, mas receberam imunizantes da Covid-19

  • Secretaria de Diadema explicou que as funcionárias da UBS confundiram as caixas de vacinas

  • Elas foram afastadas, e uma pediatra foi designada para acompanhar o estado de saúde das crianças

Mais um caso de vacinação contra Covid-19 por engano foi registrado no estado de São Paulo, desta vez na cidade de Diadema, onde cinco crianças receberam o imunizante após erro na Unidade Básica de Saúde (UBS).

De acordo com o G1, as crianças têm entre sete meses e quatro anos de idade e deveriam ter recebido a vacina contra a gripe.

Leia também

A secretária de Saúde de Diadema, Rejane Calixto, explicou que a falha aconteceu por causa de um descuido de duas técnicas de enfermagem, que pegaram a caixa errada durante uma troca de turnos na UBS.

"Uma atitude lamentável e inadmissível", disse ela à TV Globo nesta sexta-feira. "Além do fato em si, é que essa caixa da CoronaVac não deveria estar naquela câmara de conservação. A orientação clara é que essas vacinas sejam armazenadas em câmaras separadas."

Frascos das vacinas são bem diferentes - Foto: Reprodução/TV Globo
Frascos das vacinas são bem diferentes - Foto: Reprodução/TV Globo

Rejane relatou, ainda, que as servidoras responsáveis pela falha foram afastadas. Também foi aberto um processo administrativo para apurar as irregularidades no armazenamento das doses.

A Secretaria informou que uma pediatra será designada para fazer o acompanhamento diário do estado de saúde das crianças, uma vez que a vacina para Covid-19 não é feita para aplicação em pessoas dessa idade.

Quase 50 vacinados por engano em Itirapina

Esta, porém, não é a primeira vez que pessoas são vacinadas contra coronavírus por engano no estado. Um envio errado de frascos da Coronavac para um local em que estava sendo realizada a campanha de vacinação contra gripe fez com que 46 pessoas fossem imunizadas indevidamente, entre elas uma gestante e 28 crianças.

O problema ocorreu em Itirapina (a 215 km de São Paulo) e foi detectado nesta quarta-feira (14) pela própria prefeitura, que informou ter aberto investigação para a apuração de responsabilidades.

Agentes da CET vacinados na capital

Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) receberam a vacina contra a Covid-19 nesta terça-feira (13) após um erro cometido inusitado cometido pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. Os profissionais não fazem parte do público alvo, mas receberam uma autorização, via e-mail, para serem imunizados.

Os funcionários da CET receberam um e-mail timbrado às 10h05 de terça de uma enfermeira da própria Secretaria da Saúde dizendo que eles poderiam ser vacinados a partir de 13 de abril mediante uma apresentação do crachá de serviço em qualquer posto de vacinação da capital paulista.

A questão é que a autorização era para ser enviada para informar a liberação da vacina contra o vírus da gripe, o H1N1, não contra a Covid-19.