Covid-19: Brasil é o segundo país com mais mortes de crianças até 9 anos

·2 minuto de leitura
Brasil está atrás apenas do Peru nos óbitos de crianças até 9 anos (Michael Dantas/AFP via Getty Images)
Brasil está atrás apenas do Peru nos óbitos de crianças até 9 anos (Michael Dantas/AFP via Getty Images)
  • Brasil registrou 948 mortes por Covid-19 de crianças até 9 anos até maio

  • De acordo com estudo, isso representa 32 óbitos a cada milhão de crianças desta faixa

  • O número só não é pior do que o do Peru, que tem 41

O Brasil é o segundo país em todo o mundo com maior número de mortes de crianças entre 0 e 9 anos por Covid-19. Foi o que constatou um estudo divulgado pelo Estadão nesta terça-feira.

De acordo com dados levantados pelo jornal junto ao Sistema de Informação de Vigilância da Gripe (Sivep-Gripe), foram 948 mortes de crianças desta faixa etária desde o início da pandemia até meados de maio.

Leia também

Neste recorte, são 32 mortes a cada um milhão de crianças. O número só é menor do que o do Peru que possui 41 mortes de pessoas de 0 a 9 anos a cada um milhão. Para comparação, Argentina e Colômbia têm 12 e 13 óbitos, respectivamente.

O estudo, realizado em parceria com o estatístico Leonardo Bastos, da Fiocruz, considerou 11 países que registraram ao menos mil mortes por milhão de habitantes e que possuem mais de 20 milhões de habitantes.

Crianças também têm sofrido com a Covid-19 no Brasil - Foto: Getty Images
Crianças também têm sofrido com a Covid-19 no Brasil - Foto: Getty Images

Na Europa, a taxa de mortes nesta faixa etária foi bem reduzida. O pior número é o da Espanha, com três óbitos a cada milhão de habitantes. Reino Unido e França registraram apenas quatro mortes nesta faixa etária, o que dá 0,5 a cada milhão.

Dados mais detalhados

Segundo os números do Sivep-Gripe, 57% das crianças de até 9 anos que morreram por Covid-19 no Brasil eram negras, 21,5% brancas, 0,9% de origem asiática e 16% não tiveram a etnia indicada.

Outro dado que chamou a atenção foi o número de óbitos entre os índios, uma vez que 4,4% das crianças brasileiras desta faixa etária que morreram eram de comunidades indígenas, que representam 0,5% de nossa população.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos