Covid-19: Câmara aprova projeto para dar transparência na distribuição e aplicação de vacinas no Rio

Extra
·1 minuto de leitura

Um sistema de transparência e rastreamento das doses de vacinas contra a Covid-19 distribuídas às unidades de saúde pode ser criado no Rio. Este é o objetivo de um projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores nesta quarta-feira, que segue para sanção do prefeito Eduardo Paes. A proposta determina que sejam divulgadas, em plataforma centralizada de acesso público online, informações sobre as doses recebidas pelo município e encaminhadas aos postos de vacinação, com a identificação do lote, laboratório fabricante e as doses aplicadas em cada unidade. O objetivo é evitar fraudes, 'fura-filas' e desvio de doses na cidade.

O projeto determina ainda que sejam cadastrados todos os vacinados por local de vacinação, com a identificação do grupo de prioridade do qual a pessoa faz parte. Autor do projeto, o vereador Ulisses Marins (Republicanos) afirma que o sistema vai reforçar o controle e dificultar fraudes no processo de imunização, que já registrou problemas como "vacinas de vento" e até o furto de doses.

— Nosso objetivo é aumentar o controle do processo vacinatório, evitando fraudes ao expor os maus agentes ao controle externo — explica o vereador.

Durante a votação, o vereador Lindbergh Farias (PT) destacou a importância do instrumento para combater as fraudes:

— O parlamento carioca aprovou um verdadeiro combate ao fura fila — destacou.