Covid-19: casos aumentam, mas França pode ser poupada de nova onda

O SARS-CoV-2 pode se tornar un vírus sazonal na França. Esta é a aposta de muitos infectologistas ouvidos pelo jornal francês Le Figaro: apesar do aumento das contaminações na última semana, atribuído à chegada das variantes BA.4 e BA.5, o risco da emergência de uma nova onda epidêmica é baixo.

A alta registrada atualmente é pouco significativa: há cerca de uma semana, são detectados cerca de 20 mil casos cotidianos em vez de 18 mil, de acordo com a Santé Publique France - a agência de vigilância sanitária francesa. Esse número está muito aquém das cerca de 300 mil infecções contabilizadas diariamente em janeiro, no auge da propagação da ômicron.

O epidemiologista francês Arnaud Fontanet, do Instituto Pasteur, define a situação atual como "uma fase de transição." De acordo com ele, ainda é cedo para dizer que a epidemia ficou para trás e o aparecimento de uma nova variante no verão ou no outono europeu, a partir de setembro, não pode ser descartado.

O contexto atual, entretanto, é bem diferente se comparado ao início da epidemia: a maioria da população francesa adulta tem o esquema vacinal completo, com três doses, e muitas pessoas pegaram a doença. Essa imunidade híbrida garantiria, em princípio, uma proteção eficaz contra formas graves.

A epidemiologista Vittoria Colizza, do Inserm, o Instituto Francês de Pesquisas Médicas, chama a atenção para um outro aspecto: na França, muitas pessoas foram contaminadas pela subvariante da ômicron, BA.2, responsável por uma onda de contaminações no pais.

Nova campanha

Vacinação das crianças


Leia mais

Leia também:
Cientistas apostam em vacina universal contra futuras variantes da Covid-19
"Não sabemos o que nos espera", diz diretor-geral da OMS sobre Covid-19
Covid-19: mortes ocorreram em meio à "indiferença geral", diz cientista que orienta governo francês

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos