Covid-19: Cidade do Rio deve aplicar 4ª dose para maiores de 60 anos em abril

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Covid-19: Cidade do Rio deve aplicar 4ª dose para maiores de 60 anos em abril (Foto: Getty Images)
Covid-19: Cidade do Rio deve aplicar 4ª dose para maiores de 60 anos em abril (Foto: Getty Images)
  • Covid-19: Cidade do Rio deve aplicar 4ª dose para maiores de 60 anos em abril

  • Anúncio foi feito na rede social do prefeito Eduardo Paes (PSD)

  • No final de março, o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) determinou a aplicação da quarta dose para a faixa etária no estado

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou nesta terça-feira (19) que a cidade deve aplicar a quarta dose de vacina contra a covid-19 para pessoas acima de 60 anos ainda no mês de abril.

Por meio de uma rede social, Paes informou que solicitou ao secretário de saúde, Rodrigo Prado, que organize a aplicação da segunda dose de reforço para quem tem mais de 60 anos de idade.

No final de março, o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) determinou a aplicação da quarta dose para a faixa etária no estado.

Todos acima de 60 anos podem receber a segunda dose de reforço desde que tenham recebido a terceira dose —ou primeira dose de reforço— com um intervalo de quatro meses.

Fim da pandemia?

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse neste domingo (17), durante pronunciamento em rádio e televisão, que deve editar nos próximos dias um ato normativo para encerrar a Espin (Emergência em Saúde Pública de importância Nacional).

A Espin, decretada pelo governo federal em 2020, possibilita a compra de materiais hospitalares por bens públicos com mais celeridade, além da aplicação emergencial de vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é o caso da CoronaVac, que ainda depende deste aval de emergência para ser aplicada no país.

Durante o discurso, Queiroga, atribuiu a decisão à "melhora do cenário epidemiológico, à ampla cobertura vacinal da população e a capacidade de assistência do SUS [Sistema Único de Saúde]", mas frisou que o encerramento da medida não significa o fim da doença no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos