Covid-19: Cidade do Rio chega a 90% dos adultos com esquema vacinal completo

·3 min de leitura

A cidade do Rio chegou, nesta terça-feira, a 90% da população adulta imunizada com as duas doses ou dose única com a vacina contra a Covid-19, de acordo com o painel de vacinação do município. O número foi alcançado cerca de dez meses após o início da campanha de vacinação na cidade, que aconteceu no dia 18 de janeiro.

Trata-se de uma importante marca de cobertura vacinal, na visão de especialistas. Embora a quantidade de pessoas com 18 anos ou mais não dispense os demais cuidados contra a pandemia, o dado representa uma mudança relevante em termos de imunidade coletiva.

— É um resultado excelente. Conhecendo um pouco da história de outras infecções, sabemos que 80% de cobertura vacinal com as duas doses é uma marca importante — pontua a epidemiologista Gulnar Azevedo, do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). — No entanto, temos ainda 10% dos adultos aptos a se vacinar que ainda não o fizeram. Precisamos pensar no que vai acontecer com esses 10%. Além disso, a vacina precisa se somar a outros protocolos de proteção à vida, que não podem ser dispensados neste momento.

Nesta segunda-feira, o Rio atingiu a marca de 70% da população total completamente vacinada. Além disso, 82,2% da população-alvo da campanha, pessoas com 12 anos ou mais, já estão com esquema vacinal completo.

A vacinação teve um papel fundamental na redução dos indicadores da pandemia no município. Ontem, a cidade do Rio tinha 79 internados por Covid-19, o menor número desde março de 2020, quando a pandemia começou. Eles correspondem a 1,2% das hospitalizações no município, de acordo com o painel de monitoramento da prefeitura.

A queda se reflete no número de óbitos notificados, cuja média móvel chegou neste domingo ao patamar de seis registros diários. Já a média móvel de novos casos registrados está em 170 notificações por dia. São os menores índices para ambos os indicadores desde abril de 2020.

Devido à redução nos indicadores da pandemia, o Rio é hoje uma das cidades do estado classificadas pela SES como em risco muito baixo para a Covid-19. De acordo com a última edição da nota técnica do mapa de risco estadual, divulgado na sexta-feira, Seropédica, Belford Roxo e Magé também estão nesse grupo, identificado com a cor verde no sistema de bandeiramento da secretaria. Todos os demais municípios estão com bandeira amarela (nível baixo).

No estado, a média móvel de mortes chegou neste domingo ao patamar de 21 notificações por dia, o menor número desde abril de 2020. Na 44ª semana epidemiológica, que foi de 31 de outubro a 6 de novembro, o Estado do Rio notificou 5302 casos, o menor total desde a 20ª semana epidemiológica de 2020, que foi de 10 a 16 de maio daquele ano, quando foram registrados 4672 casos.

O número de internações reforça a tendência de queda. Também na 44ª semana epidemiológica, o estado registrou novas 42 hospitalizações por Covid-19, o menor número semanal desde a semana epidemiológica 11 de 2020, que foi de 8 a 14 de março daquele ano. Foram 23 notificações naquele período, que inclui a data quando a pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde, 11 de março de 2020.

Na quarta passada, o Estado do Rio teve o menor número de solicitações por um leito de Covid-19 desde 25 de março de 2020. Foram 29 notificações na primeira data de referência, contra 13 na mais recente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos