Covid-19: Com 1.553 mortes em 24h, Brasil passa dos 373 mil óbitos

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Relatives attend a COVID-19 victim's burial at the Nossa Senhora Aparecida cemetery in Manaus, Amazon state, Brazil, on April 15, 2021. - Covid-19 has claimed more than 3,000 lives per day on average in Brazil over the past week, the most by far worldwide. The country of 212 million people has a total death toll of more than 360,000, second only to the United States. (Photo by MICHAEL DANTAS / AFP) (Photo by MICHAEL DANTAS/AFP via Getty Images)
Os números são do levantamento do consórcio de veículos de imprensa. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde
  • Média móvel de mortes dos últimos 7 dias chegou a 2.878

  • A média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 65.612

  • O Brasil teve a segunda semana mais letal da pandemia, atrás somente da semana passada

O Brasil registrou 1.553 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 373.442 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 2.878. Em comparação com a média de duas semanas atrás, a variação foi de +7%, indicando tendência de estabilidade.

Leia também:

Os números são do levantamento do consórcio de veículos de imprensa. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Já são 88 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; 33 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia. Nos últimos 23 dias, a média esteve acima da marca de 2,5 mil. 

Sobre os casos confirmados desde o começo da pandemia ,13.941.828 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 41.694 confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 65.612 novos diagnósticos a cada dia, uma variação de +3% em relação aos casos registrados em duas semanas.

Segunda semana mais letal

O Brasil teve a segunda semana mais letal da pandemia, atrás somente da semana passada. De 12 de abril até este domingo (18), foram registadas 20.149 mortes por Covid. Na semana anterior, a pior da pandemia até aqui, foram registrados 21.763 óbitos pela doença. Aos finais de semana e segundas, os números relativos à Covid são menores por atrasos de notificação nas secretarias de saúde, que trabalham com equipes reduzidas aos finais de semana