Covid-19: Confira o calendário e as novidades da vacinação no Rio de Janeiro nesta semana

Bernardo Yoneshigue
·4 minuto de leitura

RIO - Na segunda-feira, dia 26, a cidade do Rio deu início a uma nova etapa da imunização contra a Covid-19, incluindo novas categorias do grupo prioritário ao calendário, ainda divididas por idade e gênero, começando por mulheres de 59 anos. Paralelamente, o governo do estado anunciou que vai iniciar, a partir desta quarta-feira, dia 28, a vacinação de pessoas com síndrome de Down, autismo e paralisia cerebral, com 18 anos ou mais, que sejam residentes da capital.

No caso da imunização promovida pelo poder estadual, há algumas diferenças em relação ao calendário da cidade. Ela será realizada no estacionamento do Estádio Célio de Barros, de segunda a sexta, das 9h às 16h, e requer o agendamento prévio que pode ser feito clicando aqui.

Já a vacinação promovida pelo município passou a contemplar esta semana pessoas com comorbidades (de acordo com a lista do PNI), pessoas com deficiência permanente, profissionais da educação (lotados em instituições da rede pública e privada), serviços de limpeza urbana, guardas municipais e motoristas e cobradores de ônibus e transporte escolar. Todas estas pessoas, no entanto, são vacinadas de acordo com a divisão por idade e gênero a cada dia.

Policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários também foram incluídos neste cronograma, e estão sendo vacinados em seus locais de trabalho. Até o sábado, dia 1º, está prevista a imunização de todos os indivíduos destes grupos até 57 anos. Além disso, a capital segue com a imunização de gestantes com comorbidades, de todas as idades, e de profissionais da saúde, divididos por uma faixa etária diferente.

Confira como será a vacinação do município nesta semana

Nesta terça-feira, dia 27, foram vacinados os homens com 59 anos pertencentes aos grupos prioritários e os profissionais da saúde com 43 anos. Na quarta-feira, dia 28, a vacinação será destinada a mulheres com 58 anos pertencentes aos grupos prioritários e a profissionais da saúde com 42 anos.

Na quinta-feira, dia 29, será a vez dos homens com 58 anos dos grupos prioritários e dos profissionais da saúde com 41 anos e, na sexta-feira, dia 30, serão imunizadas mulheres de 57 anos pertencentes aos grupos prioritários e profissionais da saúde com 40 anos.

Já no sábado, dia 1º, receberão a primeira dose da vacina homens de 57 anos pertencentes aos grupos prioritários. Em todos os dias, as gestantes com comorbidades de qualquer idade são imunizadas.

O cronograma definido pela prefeitura para profissionais da saúde vai somente até esta sexta-feira, dia 30, quando imuniza os trabalhadores de 40 anos. Já o calendário para os demais grupos prioritários vai até 29 de maio, quando está prevista a imunização de homens com 45 anos pertencentes a estas categorias.

A imunização acontece de segunda à sexta, das 8h às 17h, e, nos sábados, das 8h às 12h. Para os profissionais da saúde, o horário é diferente, exclusivamente das 13h às 17h nos dias de semana.

Lista de comorbidades do PNI

Diabetes Mellitus;Pneumopatias Crônicas Graves;Hipertensão Arterial Resistente;Hipertensão Arterial Estágio 3;Hipertensão Arterial Estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;Insuficiência Cardíaca (IC);Cor pulmonale e Hipertensão pulmonar;Cardiopatia Hipertensiva;Síndromes Coronarianas;Valvopatias:Miocardiopatias e Pericardiopatias;Doenças da Aorta, dos Grandes vasos e Fístulas arteriovenosas;Arritmias Cardíacas;Cardiopatias congênitas no adulto;Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;Doenças Cerebrovasculares;Doença Renal Crônica;Imunossuprimidos;Anemia Falciforme;Obesidade Mórbida;Síndrome de Down eCirrose Hepática.

Documentos necessários para se vacinar

Todos devem apresentar documento de identidade, número do CPF e, se possível, a caderneta de vacinação.Profissionais da saúde também precisam apresentar comprovante dos conselhos de classe.Para a segunda dose, também é necessária a apresentação do comprovante de vacinação da primeira dose.Pessoas com comorbidades também devem apresentar as três últimas prescrições ou receitas ou atestado ou recomendação médica que comprove a comorbidade. Pessoas com deficiência também devem apresentar laudo médico ou cartões de gratuidade no transporte público ou receituário ou outro documento que comprove a condição.Pessoas que serão vacinadas por causa da profissão também precisam estar na ativa e apresentar os três últimos contracheques, comprovando vínculo com a profissão e local de trabalho, ou declaração da instituição empregadora. Terceirizados devem levar ambos os documentos.