Covid-19: contra variantes, vacinação de aeroviários e marítimos no Rio começa nesta quarta-feira

·2 minuto de leitura

A cidade do Rio começará a vacinar aeroviários e marítimos nesta quarta-feira, dia 2, adiantou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, ao GLOBO. Segundo ele, a novidade se deve a uma orientação do Ministério da Saúde, enviada aos municípios ontem, dia 31, que tem como objetivo evitar a disseminação de novas variantes do vírus causador da Covid-19, o SARS-Cov-2.

— Por se tratar de um grupo pequeno, que tem mais chances de pegar a doença e disseminar novas variantes, o Ministério da Saúde optou por imunizá-lo o mais rápido possível — disse Soranz.

Na semana passada, o Brasil confirmou o primeiro caso da variante do vírus oriunda da Índia, diagnosticado num morador de Campos de Goytacazes. Quinze habitantes da cidade que tiveram contato com ele estão sendo monitorados.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa ter recebido nesta segunda-feira 6.980 doses para a vacinação de aeroviários e 7.320 para trabalhadores marítimos e portuários. Segundo o Plano Nacional de Imunizações (PNI), os trabalhadores aéreos são os funcionários das companhias de aviação nacionais, definidos pelo Decreto nº 1.232/1962 e pela Lei nº 13.475/2017, e funcionários dos aeroportos e dos serviços auxiliares ao transporte aéreo (aeroportuários). Já os trabalhadores marítimos e portuários são, respectivamente, funcionários das empresas brasileiras de navegação e funcionários alocados em portos, inclusive os da área administrativa.

Segundo Soranz, a vacinação desses grupos acontecerá em seus próprios locais de trabalho e não seguirá o critério de idade:

— Como o grupo é pequeno, não há necessidade de vacinarmos por idade. A campanha acontecerá nas instalações do porto, do Aeroporto Internacional Tom Jobim (RIOgaleão) e do Aeroporto Santos Dumont.

Começou nesta segunda-feira o calendário de vacinação da população em geral, por faixa de idade, na cidade do Rio. Até quarta-feira, serão vacinados os cariocas com 59 anos, nesta terça-feira é a vez dos homens. Para cada idade, serão destinados três dias de imunização. Assim, a prefeitura pretende aplicar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em todos os cariocas acima de 18 anos até outubro.

Durante o mês de junho, a campanha contemplará todos aqueles acima de 51 anos. Já em julho, serão vacinadas as pessoas de 50 até 42 anos. Em agosto, receberão a primeira dose aqueles de 41 até 33 anos. O calendário segue para as pessoas de 33 a 24 anos em setembro e termina em outubro, quando contempla todos de 24 a 18 anos.