Covid-19: Deputados querem viajar a Índia e China para tentar destravar vacinas

Paulo Cappelli
·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — A delicada relação diplomática do Planalto com os governos de China e Índia faz com que a Comissão de Seguridade e Família (Saúde) da Câmara se ofereça para intermediar o diálogo com esses países para destravar a aquisição de vacinas. A proposta será levada ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em audiência que ocorrerá na próxima quarta-feira no parlamento. O ministro confirmou presença no evento há poucas horas.

Presidente da Comissão, Dr. Luizinho (PP-RJ) afirmou que a Câmara quer "ajudar a destravar a aquisição de insumos farmacêuticos ativos (IFA)", as vacinas, com os dois países.

— A questão diplomática com China e Índia está gerando entraves burocráticos. Vamos propor a viagem de uma comitiva da Comissão a esses dois países para tentar destravar e agilizar a entrega desses insumos farmacêuticos ativos — disse.

Dr. Luizinho também afirma que cobrará de Pazuello um cronograma atualizado de vacinação e medidas que serão tomadas pelo Planalto para acelerar a aplicação das doses. — Queremos um calendário atualizado de vacinação no país. Todo dia tem mudança na estimativa de dose de vacinas. Queremos entender isso. O que está contratualizado e o que não está. Porque que algumas coisas que estão no contrato não saem do papel? Outra pauta: qual a estratégia do governo para melhorar o recebimento do número de doses e tentar agilizar a vacinação? Qual o estágio de cada um dos modelos de vacina do mundo? — disse.

O parlamentar informou ainda que pedirá a opinião do Ministério da Saúde sobre a adoção de lockdown em cada um dos estados, mesmo que caiba aos governos estaduais a implementação das medidas restritivas.

— Queremos entender qual é a gravidade da pandemia em cada um dos estados. O número de óbitos por estado. Para que deputados possam cobrar, junto a prefeitos e governadores, questões como a capacidade de atendimento hospitalar.