Covid-19: Em menos de um mês, 300 pessoas recebem atendimento psicológico no Rio

Estado do Rio tem oferecido psicólogos online para grupo de risco do coronavírus

Em menos de um mês, 300 pessoas receberam apoio psicológico da Secretaria de Estado de Vitimados (Sevit) do Rio. São pessoas em situação vulnerável, idosos e famílias de vítimas fatais pelo novo coronavírus. A iniciativa completa um mês nesta quarta-feira. Nesse período de pandemia, a pasta também passou a acompanhar pacientes que foram contaminados e solicitaram auxílio para cumprirem a quarentena.

Entre as queixas mais frequentes estão crises de ansiedade, depressão e dificuldades para lidar com o luto. Há ainda relatos de pacientes que voltaram a apresentar sintomas de depressão após tratamento clínico. Quem quiser o apoio psicológico pode solicitar atendimento enviando mensagem para o Whatsapp (21-99408-3287), pelas redes sociais da secretaria (@sevitrj) ou para o e-mail atendimento@sevit.rj.gov.br.

A Sevit também vem oferecendo auxílio para agentes de segurança pública e suas famílias. Alguns estão recebendo acompanhamento de forma contínua por psicólogos em parceria com profissionais que se cadastraram no programa de voluntariado da Secretaria de Estado de Saúde. As consultas são feitas por telefone ou via internet.

— Estamos acolhendo policiais militares e civis, e também outras pessoas que estão na linha de frente, nas ruas trabalhando. Eles ficam preocupados, principalmente com a família. Mas os psicólogos estão acompanhando todos os casos, nosso objetivo é oferecer todo o apoio necessário — afirma a secretária Pricilla de Oliveira Azevedo.

Além do Rio, moradores de outros estados, como Minas Gerais (2), São Paulo (1), Paraná (2),  Rio Grande do Norte (1), Amazonas (1), Bahia (1), Pernambuco (1) e Pará (1) também procuraram ajuda. No total, mais de 1 mil pedidos foram recebidos pelos canais de atendimento da secretaria.