Covid-19: Estudo projeta fim da vacinação no Brasil em dezembro de 2022

·3 minuto de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - MAY 24:  People wait in line to be vaccinated at a COVID-19 vaccination clinic at Museu da Republica (Museum of the Republic) on May 24, 2021 in Rio de Janeiro, Brazil. COVID-19 has now claimed more than 1 million lives in Latin America and the Caribbean, with nearly half of those deaths in Brazil. Only three percent of the population of Latin America has been fully vaccinated against COVID-19. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. Nearly 450,000 people have died in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
O sistema utilizou dados disponibilizados pelo governo federal para obter o ritmo da vacinação em cada cidade e projetar quando toda a população já terá recebido todas as doses necessárias do imunizante (Foto: Mario Tama/Getty Images)
  • Uma plataforma criada por um consórcio de universidades brasileiras fez uma projeção de quando a vacinação contra a Covid-19 será concluída no Brasil

  • Se considerar os dados de até a segunda quinzena de maio, a previsão é de que a imunização em todo o país seja finalizada em 25 de dezembro de 2022

  • Nos cálculos dos pesquisadores, foi considerado o ritmo de vacinação dos últimos 30 dias, que é atualizado mensalmente — pode ter mudanças ao longo dos próximos meses

Uma plataforma criada por um consórcio de universidades brasileiras fez uma projeção de quando a vacinação contra a Covid-19 será concluída no Brasil — os resultados não são nada animadores. Se considerar os dados de até a segunda quinzena de maio, a previsão é de que a imunização em todo o país seja finalizada em 25 de dezembro de 2022. 

O sistema utilizou dados disponibilizados pelo governo federal para obter o ritmo da vacinação em cada cidade e projetar quando toda a população já terá recebido todas as doses necessárias do imunizante.

Leia também

O consórcio de universidades é liderado pela Universidade de São Paulo (USP) e conta com o Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Universidade de Campinas (Unicamp), pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada do Rio de Janeiro (IMPA), pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-Rio).

Nos cálculos dos pesquisadores, foi considerado o ritmo de vacinação dos últimos 30 dias, que é atualizado mensalmente — pode ter mudanças ao longo dos próximos meses. Segundo eles, essa previsão é atualizada de acordo com a chegada de novas vacinas, com o aumento ou a diminuição do ritmo de vacinação, além de outros critérios que impactam a aplicação do imunizante.

A falta de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produção de vacinas, por exemplo, é uma delas. O número de postos de vacinação e o desejo da população em se vacinar também foi considerado.

O Instituto Butantan, por exemplo, estava com a produção da CoronaVac paralisada desde 14 de maio devido a falta de insumos.  O novo lote com 3 mil litros de insumos para a produção da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, só chegou no Brasil na tarde desta terça-feira (25).

Segundo o Instituto Butantan, o carregamento de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) vindo da China será suficiente para a produção de 5 milhões de doses da vacina.

Problemas com dados oficiais

Para o professor Krerley Oliveira, coordenador do Laboratório de Estatística e Ciência dos Dados da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), uma das dificuldades da pesquisa foi remover as inconsistências nos dados oficiais.

“Na base fornecida pelo governo, existem milhões de dados com problemas. Há dados de vacinados que teriam nascido no século 19, recebido a segunda dose em uma data anterior à primeira, recebido mais de uma dose no mesmo dia, recebido apenas a segunda dose, recebido vacinas diferentes e recebido a vacina antes de 2021”.

RIO DE JANEIRO, BRAZIL - MAY 24: Nurse-in-training Julia Ramos displays the empty syringe after vaccinating a person at a COVID-19 vaccination clinic at Museu da Republica (Museum of the Republic) on May 24, 2021 in Rio de Janeiro, Brazil. COVID-19 has claimed more than 1 million lives in Latin America and the Caribbean, with nearly half of those deaths in Brazil. Only three percent of the population of Latin America has been fully vaccinated against COVID-19. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. Nearly 450,000 people have died in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
Segundo o Instituto Butantan, o carregamento de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) vindo da China será suficiente para a produção de 5 milhões de doses da vacina (Foto: Mario Tama/Getty Images)

Acesso à plataforma é aberto para toda a população

O Painel de Vacinação da Covid-19 é aberto e está disponível para toda a população. O usuário consegue obter dados regionais ou totais do Brasil. 

Para isto, basta selecionar o estado e a cidade desejados e verá, além da projeção para o fim da vacinação, detalhes sobre doses aplicadas por dia, doses em atraso, demanda diária, vacinação precoce, abandono do esquema vacinal, dentre outros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos