Covid-19 ganha força nas Américas com propagação da Ômicron, diz Opas

·1 min de leitura
Diretora da Opas, Carissa Etienne

BRASÍLIA (Reuters) - O aumento de casos de Covid-19 nas Américas, impulsionado pela variante Ômicron do coronavírus atingiu níveis de transmissão nunca antes vistos antes da pandemia, com o número de casos dobrando para 6,1 milhões na última semana, afirmou a Organização Panamericana de Saúde (Opas), na quarta-feira.

A Ômicron atingiu quase todos os países americanos e deve se tornar rapidamente a variante dominante na região, afirmou a agência de saúde.

Os Estados Unidos reportam a grande maioria dos novos casos.

Bolívia, Equador, Peru e Brasil também passam por surtos significativos de novos casos, enquanto as infecções por Covid-19 na Argentina e no Paraguai aumentaram em cerca de 300% durante a última semana, de acordo com a Opas.

A Ômicron já tinha atingido quase todos os países no continente americano, detectada em 35 países e territórios da região, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne, em um briefing.

"Uma das características que diferenciam a Ômicron das outras parece ser a menor gravidade dos sintomas. Ainda assim, as infecções pela Ômicron podem ser letais, especialmente para os imunocomprometidos e os não-vacinados", disse Etienne, fazendo um apelo pela continuidade da vacinação.

(Reportagem de Anthony Boadle)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos