Covid-19: governo de SP deve flexibilizar regras, mas manter estado na fase vermelha

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Parte do comércio de São Paulo deve ser reaberto (Miguel Schincariol/AFP via Getty Images)
Parte do comércio de São Paulo deve ser reaberto (Miguel Schincariol/AFP via Getty Images)
  • São Paulo deve anunciar reabertura de setores do comércio no estado

  • Medida diminuiria pressão de comerciantes sobre o governador João Doria (PSDB)

  • Vice Rodrigo Garcia (DEM) falará em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira

O Governo de São Paulo deve anunciar nesta sexta-feira regras mais flexíveis de combate à Covid-19, mas mantendo o estado na fase vermelha do Plano SP, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo.

Leia também

Segundo o texto, foram realizadas diversas reuniões para análise de dados sobre o momento da pandemia em São Paulo, como número de novos casos, internações e óbitos, e chegou-se à conclusão de que seria possível a flexibilização em setores do comércio.

Caso a medida seja comprovada na entrevista coletiva marcada para a tarde desta sexta-feira, o governador João Doria (PSDB) diminuirá a pressão que vem sofrendo de comerciantes, irritados com o prejuízo por manter seus estabelecimentos fechados.

Doria diminuiria pressão dos comerciantes com flexibilização (AP Foto/Andre Penner)
Doria diminuiria pressão dos comerciantes com flexibilização (AP Foto/Andre Penner)

A tendência é que o governo anuncie a reabertura de setores do comércio em algumas regiões e com horários restritos. Bares e restaurantes, porém, devem seguir fechados pelo menos por mais uma semana.

Ainda de acordo com a coluna, uma nova reunião momentos antes da coletiva deve “bater o martelo” sobre as medidas que serão anunciadas pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM).

Atual cenário da fase vermelha

O que está permitido

  • Futebol e outros esportes profissionais podem voltar a acontecer após as 20h. É necessários fazer a testagem para a covid-19 e seguir protocolos sanitários mais rígidos. Torcida também não está permitida nos eventos.

  • Retirada de produtor em shoppings e restaurantes está permitida

  • Reabertura de lojas de material de construção

O que continua valendo

  • Restrição de atendimento presencial de todos os serviços não essenciais

  • Toque de recolher entre 20h e 5h

  • Recomendação de escalonamento na entrada e saída de funcionários da indústria, serviços e comércio

  • Obrigatoriedade de teletrabalho para todas as atividades administrativas

  • Proibição de cultos religiosos coletivos