Covid-19: Hospital de Guaianases vai receber pacientes com a variante indiana em São Paulo

·2 minuto de leitura
Casos da variante indiana começam a ser registrados no Brasil - Foto: Getty Images
Casos da variante indiana começam a ser registrados no Brasil - Foto: Getty Images
  • Governo anunciou que Hospital de Guaianases receberão os casos da cepa indiana

  • Inicialmente, 30 dos 170 leitos do centro estarão destinados a estes pacientes

  • A variante começa a ter casos registrados no Brasil 

O Governo de São Paulo definiu o Hospital Geral de Guaianases como unidade de referência para atendimento a pacientes com a variante indiana do coronavírus. O centro médico foi escolhido por estar próximo do Aeroporto Internacional de Guarulhos e por questões técnicas.

De acordo com a Veja SP, o governo paulista informou que, inicialmente, 30 dos 170 leitos do hospital serão destinados a estes pacientes, sendo dez de UTI. Até o momento, porém, não foram identificados casos desta cepa no estado.

Leia também

Ainda segundo informações do governo do estado, no último domingo, o Hospital Geral de Guaianases estava com 90% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados, além de 64% dos leitos de enfermaria.

A prefeitura da capital paulista explicou que também já está se preparando para o atendimento a pacientes com a variante. O Hospital Ignacio Proença de Gouvea, na Mooca, está em reforma e deverá servir de opção caso o centro médico em Guaianases não dê conta.

Hospital terá leitos reservados para pacientes com a variante indiana (Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images)
Hospital terá leitos reservados para pacientes com a variante indiana (Fabio Teixeira/Anadolu Agency via Getty Images)

São Paulo cresce a atenção para a cepa indiana depois dos primeiros casos registrados no Brasil. Recentemente, um morador de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e outro de Juiz de Fora, em Minas Gerais, testaram positivo para a variante. Ambos passaram pelo Aeroporto de Guarulhos.

Primeiros casos da variante no Brasil

No último dia 20, a Secretaria de Saúde do Maranhão confirmou os primeiros casos da variante indiana do coronavírus no Brasil. Os infectados com a chamada "B.1.617.2" eram tripulantes do navio MV Shandong da Zhi, que veio da África do Sul e está ancorado no litoral do estado nordestino.

A pasta já havia informado que um indiano que estava na embarcação tinha sido hospitalizado e diagnosticado com Covid-19. Exames realizados nele e em outros cinco tripulantes confirmaram a contaminação pela variante da Índia. Outros nove também testaram positivo, mas não foi possível determinar para qual variante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos