Covid-19 isola ainda mais a Coreia do Norte do resto do mundo

·1 min de leitura

Se a pandemia de Covid-19 isolou muitas pessoas em razão das restrições sanitárias impostas por alguns governos, a situação é bem mais complexa na Coreia do Norte, considerado o país mais isolado do mundo. Em razão do surto, as autoridades de Pyongyang endureceram as regras na fronteira com a China e a comunicação com quem vive fora do país. E até mesmo os cerca de 30 mil norte-coreanos que vivem na vizinha Coreia do Sul encontram cada vez mais obstáculos para obter informações sobre o que acontece do outro lado da fronteira.

Com informações de Nicolas Rocca, correspondente da RFI em Seul

A Coreia do Norte, chamada por alguns de “reino eremita”, nunca mereceu tanto o apelido. Desde o início da pandemia, o país fechou suas fronteiras como forma de proteção contra a Covid-19, o que também afetou sua economia, já abalada pelas sanções internacionais impostas devido a seus programas de armamento.

Segundo o ministério da Unificação sul-coreano, o envio de dinheiro dos refugiados norte-coreanos para seus familiares, que contribui para a economia nacional, caiu 18% em 2021, em comparação com 2019. O regime admitiu em junho que enfrentava uma "crise alimentar".

Além disso, o controle restrito das fronteiras vem perturbando a comunicação. “Os meios tecnológicos que a Coreia do Norte e a China instalaram na fronteira são cada vez mais raros”, conta o pastor Eric Foley, diretor da associação Vox dos Mártires, que atua junto aos refugiados norte-coreanos que vivem na Coreia do Sul.


Leia mais

Leia também:
Em mensagem, Kim Jong-un reafirma que Coreia do Norte está livre da Covid-19
Coreia do Norte demite funcionários após "incidente" no combate à Covid-19
Pandemia e programa nuclear: Kim Jong-un comemora 10 anos no poder na Coreia do Norte

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos