Covid-19: média móvel volta a indicar aumento do contágio no Rio após 50 dias; estado registra 173 mortes e 2.554 casos

Arthur Leal
·1 minuto de leitura
Foto: Hermes de Paula em 16-11-2020 / Agência O Globo
Foto: Hermes de Paula em 16-11-2020 / Agência O Globo

O Estado do Rio voltou a registrar crescimento — de 49% — na média móvel de mortes, nesta terça-feira, e o cenário passar a indicar aumento no contágio do novo coronavírus após 50 dias oscilando entre queda e estabilidade. Nesta terça-feira, a última atualização do boletim, divulgado pelo governo do estado, dá conta de 173 óbitos e 2.554 novos casos confirmados de Covid-19 em território fluminense nas últimas 24 horas. Ao todo, são 330.009 infectados e 21.474 vidas perdidas desde o início da pandemia, em março.

Com os dados desta terça, a média móvel passa a ser de 81 mortes — maior número desde o fim de setembro — e 1.571 casos por dia. A média móvel de mortes registra crescimento de 49% em relação a duas semanas atrás, o que, por estar bem acima de 15%, indica aumento no contágio da doença.

A análise dos dados foi feita a partir do levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde.

A prefeitura ainda não atualizou a situação dos leitos nesta terça-feira na capital. Das 173 mortes registradas no estado, 141 (81,5%), ocorreram no município do Rio. A cidade também puxa o número de novos casos: 1.097 dos 2.554 anotados.