Covid-19: máscaras serão obrigatórias em SP a partir do dia 7

João Conrado Kneipp
·3 minuto de leitura
Passenger movement, wearing protective masks on public transport, central region of the city of São Paulo, this Monday morning. The decree of the State Government comes into force, which makes it mandatory, as of today 4 May, the use of masks in the collective transport of the São Paulo capital and its metropolitan region - municipal and intercity buses, subways and trains, due to the new coronavirus that transmits covid-19. May 4th, 2020. (Photo: Fábio Vieira/FotoRua) (Photo by Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)
A partir do dia 7, as máscaras serão obrigatórias nas ruas do estado. (Foto: Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)

O uso de máscaras será obrigatório a partir do 7 maio para quem sair às ruas de qualquer cidade do estado de São Paulo, na tentativa de conter o avanço do novo coronavírus. A determinação foi anunciada, nesta segunda-feira (4), pelo governador João Doria (PSDB), em coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

O governo do estado irá publicar um decreto nesta terça-feira (5) tornando obrigatório o uso de máscaras por qualquer cidadão que sair às ruas nas cidades do estado. Antes, o uso do equipamento de proteção era apenas recomendado, e não determinado.

Leia também:

A medida passará a vigorar somente a partir de quinta-feira (7). As punições e sanções para quem não utilizar a máscara, segundo o tucano, serão regulamentadas por cada prefeitura.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

“Tenho certeza que você, cidadão e cidadã do estado de São Paulo, terá responsabilidade de usar sua máscara e recomendar que outros membros de sua família usem a máscara. Estarão salvando suas vidas e de outras pessoas”, afirmou Doria.

Sobre a regulamentação da fiscalização na capital, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que ainda analisará até o dia 6 se fiscalização ficará a cargo da GCM (Guarda Civil Municipal) ou se por fiscais das subprefeituras.

“Ainda iremos definir também se essa multa será aplicada sobre as pessoas ou aos estabelecimentos que permitem a entrada sem as máscaras. Até o dia 6 iremos publicar essa regulamentação”.

MÁSCARAS NO TRANSPORTE

A partir desta segunda, começou a vigorar a obrigatoriedade do uso de máscara por todos os passageiros do transporte coletivo durante a viagem.

A medida, anunciada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), valerá para os usuários dos ônibus municipais, do Metrô, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), do serviço “Atende +”, além dos passageiros de táxis e carros de aplicativos que circularem pela cidade.

Somente nas linhas de ônibus da capital paulista, a estimativa da prefeitura é ao menos 3 milhões de passageiros circulem diariamente nos veículos coletivos. Esse dado, segundo Covas, já leva em consideração a redução do número de passageiros devido às medidas de isolamento social.

O governo do estado também anunciou medida similar estendida aos ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e ônibus intermunicipais que trafegarem pelas rodovias de São Paulo. No transporte público gerido pelo estado, a estimativa é que a quarentena tenha gerado uma redução de 75% no volume de passageiros.

O número de mortes por coronavírus no estado de São Paulo subiu para 2.627 neste domingo (3), segundo a Secretaria Estadual de Saúde. No total, já são 31.772 casos confirmados da doença.