Covid-19: Ministério da Justiça autoriza a volta da visita presencial em presídios federais

Paulo Cappelli
·1 minuto de leitura
Foto: Jorge William/ Agência O Globo
Foto: Jorge William/ Agência O Globo

O Ministério da Justiça autorizou, por meio de portaria publicada nesta sexta-feira (6), a volta das visitas presenciais de parentes e amigos a detentos do sistema penitenciário federal, que estavam proibidas desde abril. O retorno será gradual, e, a princípio, cada preso terá direito a apenas uma visita presencial por mês, com duração de uma hora, no parlatório. Será permitida a entrada de um adulto, que poderá estar acompanhado de uma criança ou adolescente.

No entanto, algumas restrições foram sinalizadas: pessoas acima de 60 anos, obsesas, gestantes e lactantes não poderão fazer visitas, bem como quem apresentar sintomas gripais, portadores de doenças crônicas e mulheres que tenham tido filho até o 14º dia após o parto. A essas pessoas, será mantida a visita virtual.

O ex-deputado federal Cabo Daciolo (PL), que pleiteou junto ao Ministério da Justiça a reabertura da visita presencial nos presídios, comemorou a portaria divulgada hoje.

— A presença dos familiares é muito importante no processo de ressocialização. O amor de uma mãe e sua presença transformam qualquer ser. Bandido bom é bandido lavado e remido no sangue do Senhor Jesus Cristo.

A portaria, assinada por Marcelo Stona, diretor do Sistema Penitenciário Federal, informa que as medidas poderão ser reavaliadas a qualquer momento.