Covid-19: Pela primeira vez desde agosto de 2020, metade dos testes realizados no Rio tem resultado positivo

·2 min de leitura

RIO — Enquanto o comitê científico da cidade do Rio discute, na manhã desta quarta-feira, a viabilidade de eventos como o carnaval na Sapucaí e a volta às aulas presenciais frente à recente explosão de casos de Covid-19, o avanço da Ômicron alcançou uma nova marca. Metade dos testes de Covid-19 realizados no município nesta semana epidemiológica, iniciada no domingo, apresentou resultado positivo, de acordo com o painel Covid-19 da prefeitura. Trata-se da maior taxa de positividade para a doença desde agosto de 2020.

A proporção de resultados positivos no total de exames de Covid-19 feitos na cidade é um dos indicadores considerados pelos especialistas do Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC) em suas discussões. Outro índice avaliado é o número de internados pela doença, que também segue em ascensão. Atualmente o município tem 193 pessoas hospitalizadas, o maior número desde o fim de outubro passado. Além disso, 30 pacientes aguardam vaga de leito no sistema de regulação. A quantidade de hospitalizados subiu rapidamente: no domingo, eram 61.

Na atual semana epidemiológica, o Rio já realizou cerca de 36 mil testes de Covid-19. Já na semana epidemiológica 34 de 2020 (16 a 22 de agosto), quando a taxa de positividade ultrapassou o patamar de 50% pela última vez, foram feitos aproximadamente 47 mil testes.

Por enquanto, o recente aumento de casos confirmados não se refletiu, na mesma proporção, na quantidade de hospitalizações. Mas a doença acaba encontrando uma brecha entre aqueles que não estão indo aos postos para se vacinar. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, 90,7% dos internados na rede SUS da capital não estão com o esquema vacinal completo (incluindo o reforço), e 38% sequer tomaram a primeira dose.

Nesta terça-feira, eram 170 internados, 31% a mais que no dia anterior. O aumento é ainda maior se comparado ao dia 24 de dezembro, quando apenas 11 leitos estavam ocupados. Enquanto isso, os casos chegam a patamares jamais registrados na pandemia: nesta terça-feira, foram 10.489 diagnósticos registrados no estado. Na capital, entraram no sistema 9.315, o maior número desde a chegada do coronavírus ao Rio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos