Covid-19: Pessoas imunizadas com Janssen têm esquema vacinal diferente; saiba mais

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria municipal de Saúde (SMS), divulgou o novo esquema vacinal contra a Covid-19 para quem tomou na 1ª dose (D1) o imunizante Janssen. Apesar de ele ser a chamada dose única, que equivale às aplicações da D1 e D2 de uma única vez, a SMS indica duas ou três doses de reforço (DR), de acordo com a faixa etária.

No esquema vacinal divulgado nesta segunda-feira (20), a imunização contra a Covid-19 para quem recebeu D1 com Janssen fica da seguinte forma:

O intervalo entre as aplicações, segundo a secretaria, é de dois meses entre a dose inicial e o 1º reforço e quatro meses entre os reforços seguintes.

Os imunizantes de reforço podem ser Pfizer, Astrazeneca e Janssen, de acordo com a disponibilidade. Segundo a SMS, a Janssen, quando aplicada como dose de reforço, não vale como duas doses. Por isso, deve-se cumprir o esquema recém divulgado. Já grávidas e puérperas devem tomar a Pfizer como reforço e, caso não esteja disponível, devem receber a Coronavac.

Nesta terça-feira, o calendário para a quarta dose foi ampliado. Pessoas com 40 anos ou mais e profissionais da saúde com 18 anos ou mais já podem ir aos postos para o segundo reforço, desde que tenha tomado a terceira dose há pelo menos quatro meses.

As demais pessoas com idade entre 18 e 39 anos podem receber a DR2 apenas se fizerem parte do grupo imunizado com a Janssen na 1ª dose, desde que respeitando o intervalo estabelecido entre as doses.

No entanto, o esquema vacinal com os demais imunizantes é organizado da seguinte forma:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos