Covid-19: Polícia apreende cilindros de oxigênio escondidos em caminhão em Manaus

·2 minuto de leitura
Polícia apreende mais de 30 cilindros de oxigênio escondidos em caminhão em Manaus - Foto: Governo AM/Divulgação
Polícia apreende mais de 30 cilindros de oxigênio escondidos em caminhão em Manaus - Foto: Governo AM/Divulgação

Durante o colapso instalado no sistema de saúde do Amazonas, que sofre com a falta de oxigênio para tratar de pacientes internados com a Covid-19, as polícias Civis e Militar apreenderam 33 cilindros de oxigênio que estavam escondidos em um caminhão no centro oeste de Manaus. O episódio aconteceu na tarde desta quinta-feira (14). As informações são do UOL .

Os policiais chegaram até a carga escondida depois de receberem uma denúncia anônima sobre uma movimentação suspeita envolvendo o caminhão, que estaria distribuindo cilindros para veículos particulares.

Leia também

O homem que assumiu ser condutor do veículo, de 38 anos, foi preso por reter produtos para o fim de especulação, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública no Amazonas (SSP-AM). A identidade dele e da transportadora não foram divulgados. O suspeito segue preso.

Segundo dados do governo amazonense, a falta de oxigênio é resultado da explosão da demanda pelo crescimento de pacientes com Covid-19 internados em hospitais do estado.

"Entre os meses de março e maio, houve um consumo máximo 30 mil metros cúbicos/dia. Hoje, são mais de 76 mil, um acréscimo de 150%", informou.

Segundo a SSP-AM, dos 33 cilindros apreendidos, 26 estavam carregados com oxigênio. De acordo com o UOL, ao ser interrogado, o homem preso disse ter uma empresa de comercialização de cilindros, mas "ficou com medo que a população invadisse o estabelecimento em busca do material e decidiu tirá-lo do local."

Para tentar minimizar a crise vivida no estado, a Venezuela se ofereceu a ajudar o Amazonas com cilindros de oxigênio. O governo do estado requisitou também oxigênio de 17 indústrias para seguir ajudando hospitais que enfrentam uma situação caótica.