Covid-19: por falta de imunizantes, Rio suspende segunda dose de CoronaVac para público em geral e vacinação de adolescentes

·1 minuto de leitura

Por falta de imunizantes, a Prefeitura do Rio suspendeu nesta quinta-feira a aplicação da segunda dose da CoronaVac. A vacinação de adolescentes já está suspensa desde quarta-feira. Nas redes sociais, a Secretaria municipal de Saúde publicou uma mensagem afirmando que nesta semana o Ministério da Saúde ainda não entregou nenhuma remessa do imunizante e, por isso, "se vê obrigada, por falta de doses, a mais uma vez suspender a aplicação de segundas doses desta vacina".Poderão se vacinar nesta quinta-feira pessoas com 40 anos ou mais, gestantes, puérperas, lactantes e pessoas com deficiência com 12 anos ou mais.

Segundo a prefeitura, a aplicação de segunda dose da CoronaVac será retomada "assim que o Ministério da Saúde distribuir as 10 milhões de doses da CoronaVac que já foram entregues pelo instituto Butantan e encontram-se em estoque no Ministério da Saúde."

Em outra mensagem, a pasta reforçou o apelo: "Aqui, quando tem vacina, ela vai direto para o braço e, por isso, reiteramos mais uma vez a importância da entrega o mais rápido possível para vacinarmos a outra metade dos adultos, além dos adolescentes e a dose de reforço dos idosos", dizia a mensagem publicada no Twitter.

A prefeitura comemorou ontem um importante marco na imunização da população: metade dos adultos cariocas completaram a vacinação contra Covid-19, considerando os que tomaram duas doses e os que receberam dose única. "A notícia é boa, mas precisamos de mais doses para continuar avançando. Até agora, são mais de 2,6 milhões de pessoas que tomaram as duas doses ou dose única da vacina", informou a prefeitura.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos