Covid-19: Prefeitura do Rio recua, e plano de flexibilização não tem mais data para começar

·1 minuto de leitura

O plano de flexibilização gradativa das restrições de combate à Covid-19 na cidade do Rio, cuja primeira fase estava marcada para o dia 2 de setembro, próxima quinta-feira, não tem mais data para começar. Em consonância com os recentes sinais do prefeito Eduardo Paes na direção de um possível recuo em seu plano de reabertura, a Secretaria municipal de Saúde confirmou ao EXTRA, nesta quinta-feira, que acatará as alterações recomendadas pelo comitê científico do município. Isso significa que a etapa inicial do cronograma, originalmente planejada para quando ao menos 45% da população adulta carioca estivesse com o esquema vacinal completo, só vai acontecer quando essa proporção atingir a marca de 50%.

Segundo o vacinômetro municipal, o Rio tem hoje 45,8% de sua população adulta completamente imunizada. De acordo com o plano de reabertura anunciado por Paes no fim de julho, intitulado “Rio de Novo”, o número bastaria para respaldar o início da primeira etapa das flexibilizações, que prevê a reabertura dos estádios (com uso obrigatório de máscara) e a liberação de eventos em ambientes abertos, com lotação limitada a 50% da capacidade, exclusivamente para pessoas com esquema vacinal completo. As mudanças dependeriam, de acordo com a apresentação do prefeito, de que o cenário epidemiológico do município fosse favorável.

Desde a divulgação do cronograma, os planos da prefeitura passaram por uma série de reveses, com direito a um pedido de desculpas público por parte do prefeito. Quando a administração municipal anunciou que o número de casos confirmados de Covid-19 voltou a aumentar na cidade, no dia 6 de agosto, Paes admitiu: “Me equivoquei na maneira como me comuniquei”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos