Covid-19: presos nos EUA são monitorados após receberem overdose de vacina da Pfizer

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Presos receberam até seis vezes da dosagem indicada (AP Photo/Wilfredo Lee)
Presos receberam até seis vezes da dosagem indicada (AP Photo/Wilfredo Lee)
  • Presos nos EUA receberam overdose da vacina contra Covid-19 da Pfizer

  • Penitenciária no Iowa afastou duas funcionárias responsáveis pelo erro

  • Os 77 detentos continuam monitorados de perto, mas não tiveram reações além do normal

Dezenas de presos nos Estados Unidos estão sendo monitorados para possíveis reações adversas da vacina para Covid-19, após receberem uma overdose do insumo da Pfizer.

Leia também

A Penitenciária Fort Madison, no estado de Iowa, confirmou o incidente e explicou que agentes administraram incorretamente a vacina, dando até seis vezes a dosagem normal do imunizante a 77 presidiários.

Os administradores da cadeia também não explicaram os motivos que levaram a esta falha, mas anunciaram que duas funcionárias, que teriam sido as responsáveis pelo erro, foram colocadas em licença temporária.

Caso aconteceu em penitenciária nos EUA (Allen J. Schaben / Los Angeles Times via Getty Images)
Caso aconteceu em penitenciária nos EUA (Allen J. Schaben / Los Angeles Times via Getty Images)

De imediato, nenhum dos presos apresentou sintomas graves pela dosagem excessiva da vacina, apenas ocorrências normais, como dor no braço e no corpo. Um dos presos chegou a ter febre, já tratada.

Mesmo assim, os 77 presos seguirão especialmente monitorados. O Departamento de Correção de Iowa inclusive chegou a entrar em contato com a Pfizer e com centros de controle de doenças para saber os procedimentos corretos a adotar.

Até o momento 200 presidiários do sistema penitenciário do Iowa já receberam a primeira dose da vacina contra Covid-19, e 48 deles também receberam a segunda.