Covid-19: protestos na Europa refletem decepção com promessas sobre vacina, diz historiador francês

·1 min de leitura

A epidemia de Covid-19 voltou a se impor na Europa, apesar do acesso à vacinação, e pouco a pouco os governos de diversos países adotam medidas para conter a propagação do vírus, que atinge principalmente a parcela da população não imunizada. Diversos protestos ocorreram na Bélgica e na Holanda neste fim de semana, onde o governo retomou várias restrições diante do aumento das contaminações.

Taíssa Stivanin, da RFI

A onda de protestos contra o retorno das restrições sanitárias se espalha quase na mesma velocidade que o vírus da Covid-19 na Europa. Neste domingo (21), pela 3ª noite consecutiva, as manifestações causaram tumulto e estragos nas cidades holandesas de Enschede, perto da fronteira com a Alemanha, em Groninguen e Leuwardeen, no norte, e em Tilburgo, no sul do país. Os participantes protestam contra o lockdown parcial reintroduzido pelas autoridades, o fechamento de bares e restaurantes às 20h e a restrição do acesso de não-vacinados a certos locais.

A Bélgica também foi palco de manifestações neste fim de semana. Cerca de 35 mil manifestantes foram às ruas de Bruxelas neste domingo (22) demonstrar sua revolta contra medidas que haviam sido abandonadas há meses no país e e foram retomadas nesta sexta-feira (19) pelo governo. Entre elas, a obrigatoriedade do passaporte sanitário e o retorno das máscaras e do trabalho à distância generalizado.

"Fenômeno de países ricos"

Franceses aprovaram passaporte sanitário


Leia mais

Leia também:
Novas restrições contra Covid-19 levam milhares de pessoas às ruas na Europa
Covid-19: Alemães estarão "vacinados, curados ou mortos" até o fim do inverno, diz ministro do país
Quinta onda da Covid-19 se propaga a uma velocidade "vertiginosa", diz porta-voz do governo francês

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos